SESI/AC se prepara para implantar serviço de ergonomia no Estado

04 Setembro 2017 In Notícias
Avalie este item
(0 votos)
SESI/AC se prepara para implantar serviço de ergonomia no Estado Foto/Unicom

Profissionais de segurança e saúde do trabalho da instituição participam de capacitação com especialista do Centro de Referência em Ergonomia do SESI/MG

Talvez muitos ainda desconheçam o significado ou o conceito de ergonomia. O Dicionário Online de Português define a palavra como o estudo científico que busca melhorar as condições de trabalho, visando um aumento de produtividade, através da análise das relações entre o homem e a máquina. Fala, ainda, em melhoria das condições de trabalho, por meio da utilização de mecanismos tecnológicos e/ou do uso de desenho industrial.

Pelo significado acima, fica evidente a importância da ergonomia para todas as empresas dos mais diferentes setores. Ciente da relevância desse serviço, o SESI/AC já se prepara para implantar no Estado sua Unidade de Ergonomia. E o primeiro passo para a concretização dessa proposta ocorreu no fim do mês de julho, durante uma capacitação de três dias voltada para todos os profissionais da área de segurança e saúde no trabalho do SESI/AC.

O curso foi ministrado por Cláudia Ferreira Mazzoni, fisioterapeuta, ergonomista e pesquisadora do Centro de Referência em Ergonomia do SESI/MG. Segundo ela, em Minas Gerais o Serviço Social da Indústria trabalha com o serviço de ergonomia já há algum tempo e avançou bastante nessa área nos últimos anos.

“E em função dessa experiência que o SESI/MG já vinha trazendo dentro dessa área, o Centro de Referência em Ergonomia acabou se estabelecendo lá em Minas. De uma forma geral, o trabalho da ergonomia parte desse apoio do ponto de vista legal, de fazer análises ergonômicas que vão apoiar a indústria a conhecer as dificuldades ou o que merece ser modificado na relação do homem com o trabalho, tanto no aspecto físico como mental”, detalha Mazzoni.

7 web

Além de ir para as indústrias e fazer a análise ergonômica, a pesquisadora ressalta que o serviço também inclui outras ações, como, por exemplo, desenvolvimento de produtos que sejam ergonômicos, auxílio para que empresas compreendam o custo que ela tem com afastamentos, absenteísmos e adoecimentos causados por fatores como excesso de carga, mobiliário inadequado, excesso em determinada postura ou regras organizacionais muito severas.

“O curso veio exatamente para começar a trazer essa discussão para a equipe do SESI/AC. Essa primeira etapa é de compreensão geral do que é ergonomia, a legislação envolvida e como relacionamos com a empresa sobre esse aspecto. No segundo momento vamos trazer uma transferência do nosso processo de serviço que tem sido feito em Minas. Isso vai dar subsídios para que os colegas aqui possam começar a executar efetivamente uma situação piloto com o nosso apoio”, destaca Mazzoni.

A pesquisadora afirma que, com a implantação do eSocial, que começará a vigorar em janeiro de 2018, aumentará a necessidade de a indústria ter o olhar voltado para a ergonomia. “Por isso é muito importante que o SESI, como um todo, esteja preparado para poder atender essa demanda, que será mais um item de exigência legal, mas que, ao mesmo tempo, fará com que possamos facilitar uma ação prática que é de realmente modificar a condição de trabalho e poder ter resultados positivos encima disso”, pontua.

Rosemere Azevedo, gerente de Educação, Segurança e Saúde para Indústria do SESI/AC, revela que a intenção da instituição é começar a oferecer o serviço de ergonomia ainda em 2017 no Estado. “Vamos iniciar com uma empresa piloto, implantar todo esse processo e posteriormente disponibilizar esse serviço para a comunidade industrial. A previsão é de que, a partir do fim deste ano, a Unidade de Ergonomia já esteja em funcionamento”, reforça.

A gerente avalia que os benefícios resultantes da oferta dos serviços de ergonomia serão muitos.  “O SESI vai disponibilizar mais um serviço que vem atender a legislação, as determinações legais e, principalmente, as exigências que o eSocial. Ou seja, é um benefício para empresa no sentido de cumprir essa legislação, mas, sobretudo, no sentido de melhorar as condições de trabalho, de saúde do trabalhador, tanto no aspecto físico, cognitivo e organizacional”, complementa Azevedo.

1 web

Saiba mais sobre ergonomia (NR-17)

A expressão ergonomia origina-se dos termos grego “ergon” que significa “trabalho” e “nomos”, que significa “regras ou normas”. A norma regulamentadora nº 17 (Ergonomia) do Ministério do Trabalho e Emprego é regulamentada pela Portaria Nº 3.214, de 08 de junho de 1978, que aprova as normas regulamentadoras do Capítulo V, Título II, da Consolidação das Leis do Trabalho – CLT, relativas à Segurança e Medicina do Trabalho.

A norma tem como objetivo estabelecer os parâmetros que permitam a adaptação das condições de trabalho às características psicofisiológicas dos trabalhadores, de modo a proporcionar um máximo de conforto, segurança e desempenho eficiente.

A NR-17 é de grande importância pois algumas das principais doenças de trabalho são desenvolvidas a partir da exposição ao risco ergonômico que muitos trabalhadores passam, como por exemplo:
Trabalhos realizados em pé durante toda a jornada;

  • Esforços repetitivos (LER);
  • Levantamentos de cargas;
  • Monotonia.

Além da saúde do trabalhador, o que se deve estar consciente é que o desconforto do trabalho pode gerar também baixa produtividade para as empresas, portanto, no final das contas, o não comprimento desta norma não é vantajoso em nenhuma circunstância. (Fonte: INBEP http://blog.inbep.com.br/saiba-mais-sobre-a-nr-17-ergonomia)

Unicom

Lido 103 vezes

EMPRESAS


logo fieac

ACESSO RESTRITO


Intranet

ENDEREÇO


SESI-DR/AC
Avenida Ceará, 3727 - 7º BEC - CEP: 69918-108, Rio Branco, Acre - Fone: (0xx68) 3901-4490 /4499
UNIDADE INTEGRADA
DO SISTEMA FIEAC NO JURUÁ

Rua Afonso Pena, Nº 910, Bairro AABB - CEP 69980-000 - Cruzeiro do Sul - Acre - PABX (68) 3322-6597

logo bndes0001


banner cin   banner Legislacao   cub acre 2017   cont sindical

Você está aqui: Home Imprensa Notícias SESI/AC se prepara para implantar serviço de ergonomia no Estado